Ao perceber a proximidade de uma doença que aparentava estar distante de você, surge a necessidade de absorver o maior número de informações possível. Isso é o correto. Mas há um fator ainda mais importante que aquilo que você quer e deve saber: a confiança na equipe médica que cuidará de você. Não existe tratamento de sucesso se você não confiar 100% nos médicos que lhe atenderão. Afinal, sua vida estará nas mãos de Deus e deles. Pense muito nisso...

Trataremos agora de assuntos ligados ao câncer de mama e que afetam as pessoas no seu tratamento ou no seu futuro dia-a-dia. Sei que parecerá muito, mas adianto que você saberá conviver e se adaptará à nova realidade.

Clique no Assunto de Seu Interesse

Auto Exame das Mamas
Pré Operatório Prótese Externa
Internação e Alta Exames
Dreno Retornos aos Médicos
Braço Hormonioterapia
Alimentação Radioterapia
Remédios Quimioterapia
Postura Reconstrução / Fotos

 

 

 

 

Pré – Operatório:

Você, após receber seu diagnóstico, será orientada pelo seu médico a realizar seus exames pré-operatórios, caso não seja necessária quimioterapia antes da cirurgia. Informe-se com seu médico sobre o dia de sua admissão no hospital e provável alta. Se o seu médico não requisitar a você a tricotomia (corte dos pelos) no local da cirurgia, não se antecipe. A equipe de enfermagem estará orientada a realizá-la sem que você seja machucada. Aproveite o período pré-operatório para esclarecer todas as suas dúvidas com seu médico, e procure não levar muito em consideração as comadres que sabem mil casos interessantíssimos para contar. Lembre- se que cada caso é um caso. Você é única, nunca se esqueça disso.

Procure alguém que possa ficar no hospital com você, se possível. Será um período difícil e você precisará de ajuda; não dê uma de durona, você está fragilizada e é esperado que qualquer ajuda seja bem vinda. Arrume sua mala, não esqueça que qualquer camisola ou pijama deverá ter, de preferência, abertura total na frente e ser folgado. Isto facilitará na hora de vestir e na hora de ser examinada. Para a alta leve uma roupa com essa característica, além de um calçado fácil de entrar no pé.

Não é pecado se permitir ficar no hospital com quem você quer. Se preferir, avise que você terá o maior prazer em receber visitas em sua casa, onde se sentirá mais à vontade. Deixe à sua volta aqueles que gostam de você e que realmente lhe ajudarão. Você estará pós operada, com dreno e desconfortável. As pessoas é que precisam compreender você, e não vice-versa. Se você souber de alguém que passou pelo câncer de mama, ou se for procurada por ela, procure conversar. Pode fazer muito bem, mas só se você quiser.

Volta para Selecionar Assunto do Seu Interesse

 

 

 

Internação e Alta:

Você receberá a visita de um anestesista e será atendida pela equipe de enfermagem, além de seu próprio médico. Esteja atenta e deixe um acompanhante de boa memória também atento que, após a cirurgia, no braço do lado operado não poderá ser verificada sua pressão ou ministradas injeções. Normalmente a equipe de enfermagem está ciente disto, mas um funcionário desavisado poderá se esquecer, e isso será prejudicial. Vá confiante para o centro cirúrgico, lembre que o seu médico (aquele que você tanto confia) sabe o que deve ser feito para o sucesso da cirurgia. Deus também estará com você e tudo correrá bem.

Faça o possível para se alimentar. A comida de hospital está muito melhor e você precisa ficar forte mais do que nunca. Usualmente, o curativo é retirado no dia seguinte à cirurgia e não é recolocado. Você já poderá caminhar assim como tomar banho no chuveiro. É uma hora muito delicada, onde você se deparará com a ausência de sua mama ou de parte dela. Seja qual for a sua dor e a sua decepção quanto à aparência, lembre-se que você está VIVA, e isso é uma benção. Muitas não tiveram a oportunidade de sobreviver; outras não foram preparadas, e se deprimem profundamente. Você é a exceção. Trate de lembrar que seja qual for a aparência, a medicina evoluiu nesse segmento, e as reconstruções são uma realidade em nossas vidas. De verdade, o importante é que seu nódulo foi removido, e você entrou para um time vencedor.

Volta para Selecionar Assunto do Seu Interesse

 

 

 

Dreno:

Você conhecerá esse amigo que se tornará íntimo seu por alguns dias. Ele será instalado no abdômen, abaixo da sua cicatriz, independente da cirurgia realizada. Ele não sai com facilidade, como pode aparentar. É fixado por pontos e você vai ser orientada de sua posição correta e modo de limpá- lo. Pode ajudar você não mantê-lo tão pendurado, fixando-o com micropore ou esparadrapo ao corpo. Observe a quantidade de líquido que sai dele, pois à medida que vai diminuindo, com o passar dos dias, vai chegando a hora de dizer adeus a ele. Pode acontecer que ele entupa, e caso suas visitas ao médico não sejam freqüentes no pós operatório, entre em contato com ele para receber orientação. Geralmente ele é colocado numa sacolinha para ser melhor transportado, e é carinhosamente chamado de "cachorrinho". Você se sentirá muito melhor quando ele for retirado. Seu médico, com certeza, saberá a hora ideal.

Volta para Selecionar Assunto do Seu Interesse

 

 

 

Braço:

Seus gânglios axilares serão retirados durante a cirurgia, o que significa que você perderá a proteção natural do seu braço. À partir daí você tomará cuidados extras com ele, como não machucá-lo com queimaduras, cortes, manicure e outras intercorrências. Evite elásticos e roupas muito apertadas, tome cuidado com pulseiras e relógios. Não carregue ou levante peso com esse braço, cuidado também com picadas e mordidas de animais. Nunca mais poderá tomar injeção ou deixará que sua pressão seja verificada nesse membro, assim como evitar (lógico que se possível), qualquer tipo de fratura, entorses, etc. Você poderá acarretar problemas sérios como inchaço, dor, vermelhidão, até mesmo causar uma lesão permanente. Você deverá fazer exercícios com o braço operado. Aproveite, e faça com o outro braço também, pois será útil caso suas veias não sejam boas para receber sua quimioterapia (esses exercícios ajudarão muito!) O braço também deverá ser hidratado diariamente, caso contrário ele ressecará e ficará com aspecto "craquelado", favorecendo lesões na pele.

Volta para Selecionar Assunto do Seu Interesse

 

 

 

Remédios:

Informe ao seu médico toda a medicação que você está fazendo uso. Após o início de seu tratamento, só tome remédios que sejam prescritos ou aprovados por ele (e tome direitinho). Cuidado, mas muito cuidado mesmo com remédios "caseiros", "naturais", "milagrosos", de procedência desconhecida ou duvidosa. Sabemos que muitas pessoas querem o nosso bem e nestas horas chegam a tal desespero pelo sofrimento de quem amam, que buscam todas as formas de cura. Seja ponderada e criteriosa. Se houvesse uma outra forma de cura comprovada, se não pelo tratamento convencional, ninguém estaria mais doente nos dias de hoje. Infelizmente, é esse tratamento que funciona. Pode confiar que, se necessário, seu médico lhe receitará algum remédio natural de confiança, adequado ao seu caso.

Volta para Selecionar Assunto do Seu Interesse

 

 

 

Postura:

Feita a mastectomia, após a alta você perceberá que pode estar andando "pendendo" para frente, em direção ao lado operado, pois seu ponto de equilíbrio foi alterado. A falta da mama faz isso mesmo. Observe-se e endireite-se, porque além de propiciar você a um vício de postura, vai dar também dores nas costas. Após a retirada do dreno, será também muito mais fácil dormir em outras posições mais confortáveis. Você poderá utilizar um segundo travesseiro para ajudar a virar de lado (abrace-o), pois com a ausência da mama, a princípio, pode haver um certo desequilíbrio na hora de ficar de lado na cama, pelo mesmo motivo já explicado. Ajeite-se da melhor maneira e...boa noite!

Volta para Selecionar Assunto do Seu Interesse

 

 

 

Prótese Externa:

Seu médico lhe indicará quando você poderá comprar sua primeira prótese externa, e o tipo à ser adquirido. Existem locais para venda, e esta compra deverá ser feita com calma e paciência. Leve em conta o possível inchaço temporário na região operada, para que você não fique com uma prótese menor que o ideal (o inchaço propicia esse engano). Não fique nervosa e não se engane: você deverá experimentá-las. Por este motivo mesmo, vá até a loja e não tenha vergonha, você não é a única a adquirir uma. Não perca a paciência achando que "tudo está péssimo", "todos perceberão que é uma prótese". Você é suspeita, pois VOCÊ SABE o que se passa embaixo de sua roupa. Ouça a opinião de alguém honesto e sincero para te ajudar (pode ser até a vendedora da loja). Aproveite mais esta oportunidade, pois as próteses hoje são ótimas, a ponto de se tornarem imperceptíveis quando usadas, e existem lingeries específicas para serem usadas com ela. Conviva bem com sua prótese, até sua reconstrução mamária ou até quando você desejar. Ela deixará você ainda mais perto de sua vida normal.

Volta para Selecionar Assunto do Seu Interesse

 

 

 

Exames:

Alguns exames serão requisitados periodicamente para você. Durante a quimio, após cada sessão há a necessidade de um hemograma e serão acrescentados outros de acordo com o critério médico. Você também fará cintilografia óssea, mamografia, ultrassons, CA15.3 (feito junto com o hemograma) e outros à medida que sejam necessários para o controle de seu estado geral. São exames que levam de 24 horas a vários dias para entrega do resultado. É importantíssimo conversar com seu médico sobre o melhor local para realizá-los, afim de que seja entregue para você um resultado confiável e seguro. Esses exames muitas vezes geram ansiedade pelo medo de seus resultados. Procure conversar com seu companheiro, com sua família, procure se distrair. Não é fácil mas você ultrapassará todos esses obstáculos também, você verá com o passar do tempo. É algo mais que não escapamos.

Volta para Selecionar Assunto do Seu Interesse

 

 

 

Retornos aos Médicos:

Nem pense em deixar de realizá-los ! A segurança de sua saúde sem problemas está nos retornos periódicos ao médico que a operou e ao oncologista. Por mais que a véspera destes retornos sejam estressantes para você, muito pior é o abandono do tratamento. Pense no alívio de sair dos consultórios com a certeza de estar sendo cuidada, de estar tudo bem com você. Durante muito tempo eles serão necessários e serão feitos. As mulheres que abandonaram seus retornos abriram mão desse privilégio. Não esqueça, também, de seus retornos normais ao ginecologista. Cuide-se.

Volta para Selecionar Assunto do Seu Interesse

 

 

 

Hormonioterapia:

Ao examinar o seu nódulo, retirado durante a cirurgia, uma pequena e fina “fatia” dele é retirada para que nela seja feito um importante exame: o imunohistoquímico, ou receptor hormonal. Através desse exame, seu médico e você ficarão sabendo se o seu câncer aconteceu por causa de estrogênio ou de progesterona. É como se o seu tipo de carcinoma “gostasse” de algum desses hormônios, que acabam por estimular o aparecimento e crescimento do câncer de mama.
Neste caso, após o tratamento quimioterápico ou radioterápico (caso não vá ser feita a quimio), seu médico indicará para você a hormonioterapia, que é realizada através de comprimidos via oral na maioria dos casos, via intramuscular ou subcutânea.
A indicação médica deve ser seguida à risca, sem interrupções. Os comprimidos de Tamoxifeno (estrogênio) ou Raloxifeno (progesterona) devem ser tomados diariamente, sem interrupções. Se facilitar a você, tome-o sempre no mesmo horário, todos os dias, pois a possibilidade de esquecimento diminui muito. Como toda medicação, é aconselhável que não seja tomada com o estômago vazio, e o remédio deve ser providenciado antes do término do frasco em uso.
Esses comprimidos irão impedir o crescimento de um novo câncer de mama, e em geral são indicados pelos médicos por longos períodos (de até 5 anos ininterruptos). Eles expõem a paciente a possibilidades de efeitos colaterais, mas com certeza sua eficácia reconhecida justifica sua indicação no mundo todo.
Entre esses efeitos colaterais estão sintomas de menopausa (como ondas de calor), pólipos endometriais, menopausa precoce, ressecamento vaginal, etc. Você será monitorada por seu médico quanto a esses efeitos, e deve comunica-los a ele nas consultas médicas.

Volta para Selecionar Assunto do Seu Interesse

 

 

 

Radioterapia:

A radioterapia é um tratamento feito em todas as mulheres quadrantectomizadas e nos casos de mastectomia indicados pelos médicos.
Na quadrantectomia, parte da mama é preservada, e a radioterapia tem a importante função de eliminar quaisquer resquícios de células neoplásicas que possam estar no local, assim como nos casos de mastectomia, apesar da perda da mama.
O tratamento baseia-se na irradiação de ondas de energia originadas de material radioativo. São invisíveis, não têm cheiro e são indolores.
Você será mapeada por um físico nuclear, que desenhará em seu corpo as áreas que deverão ser atingidas pela radioterapia. Essa tinta, apesar de resistente, vai saindo nos banhos, e será reforçada pelo profissional que as realizou, atendendo sempre a determinação do médico radioterapeuta que previamente a examinou, viu seus exames de anatomia patológica e recebeu o encaminhamento do médico que a operou. É mais um médico envolvido no seu tratamento, que igualmente vai fazer com que você fique bem, indicando o tratamento ideal para o seu caso.
A radioterapia em geral é realizada a nível ambulatorial com equipamentos específicos, mas não se assuste com as salas e o equipamento, pois são bem diferentes dos aparelhos de raio X .
Seu novo médico provavelmente solicitará raios X da região que vai ser irradiada, e ele vai estudar o local exato das aplicações, dosagem, tipo de radiação e o número de aplicações, que são diárias e na maioria dos casos, sempre no mesmo horário agendado.
Você vai ser orientada quanto aos cuidados a serem tomados antes, durante e após o tratamento, mas lembre-se: tire com seu médico toda dúvida que houver, não deixe de esclarecer nada, para que você passe mais essa etapa de modo seguro e confiável.

Radioterapia - Efeitos Colaterais:

Podem ocorrer por até 6 meses após o tratamento, são náuseas, vômitos, febre, cansaço, inflamações locais, dor local.
Alguns podem ocorrer mesmo após 6 meses de tratamento, como anemia, baixa de resistência, lesões de pele, aftas, gengivas e língua vermelhas e irritadas, alterações no paladar (parece que os alimentos têm um gosto diferente, mais forte), falta de apetite, mal estar geral com sensação de peso nas pernas, juntas doloridas, deficiência de vitaminas e desidratação.
Os sintomas de pneumonite (inflamações pulmonares) podem ocorrer tardiamente, nos casos específicos de câncer de mama.
É importante lembrar que esses efeitos colaterais podem vir a acontecer, mas na maioria dos casos as pacientes enfrentam esse tratamento com muita tranqüilidade, sem maiores transtornos.

Radioterapia - Cuidados Com a Pele:

  • Converse com seu médico sobre o uso de hidratantes no local irradiado, pois alguns médicos indicam e outros o reprovam. Na verdade, utilizados perto da hora da sessão, pode prejudicar o tratamento, pois o uso do produto poderá potencializar as ondas emitidas, fazendo com que seu organismo as absorva mais que o necessário, saindo do esquema indicado pelo médico. Se ele aconselhar o uso, faça-o por até 3X ao dia, longe do horário de aplicação da radio. E acima de tudo, utilize um produto indicado pelo médico.

  • Conserve o local do tratamento seco e bem cuidado.

  • Lave o local co água morna e sabonete neutro (peça recomendação ao médico), sem perfume.

  • Não esfregue a toalha ao secar-se, apenas pressione suavemente até que esteja totalmente seca.

  • Evite roupas justas demais, pois podem irritar o local com o atrito. Evite tecidos encrespados, pregas, contato direto com lã e tecidos sintéticos. Se estiver frio ou a situação a obrigue, coloque por baixo desses tecidos uma camiseta de algodão puro. Você também pode usar linho puro ou seda pura.

  • Evite depilar a axila,se for necessário, usar o trimmer do barbeador ou cortar os pelos com tesoura de pontas arredondadas, até que todas as reações tenham desaparecido.

  • Não tomar sol na área de tratamento, e se for necessário, utilizar bloqueador solar, por até 1 ano após a tratamento. Essa recomendação é seríssima, pois poderão ocorrer danos severos mais tarde, inclusive tumores malignos. É só durante 1 ano, vai valer a pena você se proteger. Use e abuse de chapéu, lenços, écharpes, tudo que a possa proteger.

  • Hidrate muito seu corpo, tome líquidos durante todo o dia.

  • Alimente-se normalmente, mesmo que não sinta fome.Diminua a quantidade de comida e coma mais vezes ao dia. Você vai sentir-se melhor.

  • Examine a pele cuidadosamente SEMPRE, ao tomar banho, enxugar-se, trocar de roupa. Verifique sinais de infecção, edema (inchaço), umidade, secreção, mal cheiro, dor. Avisar o médico ou a pessoa que aplicará a sessão, e não permitir que a sessão seja realizada sem antes ser avaliada pelo médico. Resista muito ao fato de esfregar a pele para cocá-la, coçar com pente, com as unhas, agulhas de crochê, tricot, não arranque peles levantadas, você só se prejudicará.

  • Ao menor sinal de febre com ou sem gripe ou resfriado, procure seu medico imediatamente. Explique-lhe SEMPRE todos os sinais anormais que estão acontecendo com você.

Volta para Selecionar Assunto do Seu Interesse

 Selecione ao lado a opção desejada.